Pacientes com fibromialgia são procurados

Cientistas da Universidade de Granada, pertencentes à Faculdade de Ciências do Esporte, procuram a colaboração de mulheres e homens com fibromialgia e moradores de Granada para participar de um estudo que analise os efeitos do exercício físico e hidroterapia na dor, saúde e a qualidade de vida desses pacientes.

Os principais objetivos da pesquisa serão comparar os efeitos na dor, sintomatologia e qualidade de vida de um programa de hidroterapia de água quente isoladamente de outro programa de hidroterapia combinado com o exercício físico.

Este trabalho será financiado pelo Ministério da Economia e Competitividade, e seu principal pesquisador é Manuel Delgado Fernández, professor do Departamento de Educação Física e Esporte da UGR. A participação voluntária neste estudo será totalmente gratuita para os interessados.

A intervenção começará em outubro de 2015 e terminará em maio de 2016. Ela terá lugar em duas piscinas em Granada: a Faculdade de Ciências do Esporte e a do Instituto Universitário Conjunto de Esportes e Saúde.

Os pesquisadores da UGR procuram mulheres e homens entre 20 e 65 anos, diagnosticados com fibromialgia, que se comprometem a participar independentemente do grupo que os toca e permanecer no estudo até o fim.

Além disso, os selecionados não devem realizar uma terapia supervisionada por três meses antes de iniciar o estudo ou realizar outra terapia durante o tempo do estudo. Claro, os pacientes continuarão com a medicação habitual durante a investigação.

De acordo com Manuel Delgado Fernández, o exercício físico e a hidroterapia (banho em água quente) são propostas de intervenção que podem ajudar a aliviar a sintomatologia da fibromialgia e melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

“Um dos principais objetivos do presente estudo será analisar o papel desempenhado pela hidroterapia e pelo exercício físico em níveis de dor, sintomatologia e qualidade de vida relacionada à saúde em uma amostra de pessoas com fibromialgia residente em Granada”, diz o pesquisador .

Além disso, outra novidade do projeto é a determinação de possíveis moduladores genéticos que ajudem a explicar a importante variabilidade que existe na expressão fenotípica desta doença e na resposta ao treinamento físico e à hidroterapia dos pacientes. A combinação do estudo genético e do estudo de intervenção é, por si só, o aspecto mais inovador dessa pesquisa.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: Content is protected !!